Início Diversos Projetos Competições Dúvidas? Fotos Artigos Fórum Parceiros



Procura rápida

Novidades em seu email
Receba mensagem com as novidades.





Glossário Som Automotivo

Foram encontradas 19 palavras. Começando com T
Página 1 de 1
« 1 »

  • TEC FET
    Abreviatura de Transistor de Efeito de Campo. É um semicondutor no qual a condutividade entre os eletrodos supridouro e dreno é variada em função da tensão aplicada ao eletrodo porta. A sua principal vantagem é apresentar uma grande lmpedância de entrada em relação aos transistores convencionais, sendo seu funcionamento o que mais se assemelha ao de uma válvula, e, por isso mesmo, muito empregado em circuitos de áudio de potência em Hi-Fi.

  • Tempo de Caída Decay Time
    Tempo que leva um sinal ou circuito para retornar a uma condição de repouso pré-determinada. Utilizada para definir os parâmetros de medidores do tipo V.U., expansores e compressores, reverberações, etc.

  • Terminal
    Ponto de fixação de conectores ou fios. A matéria-prima é o latão com banho de estanho e os terminais mais modernos são os platinados. Os tipos que serão utilizados no alto-falante são definidos em função do projeto.

  • Terminal platinado
    Facilita a colocação da fiação. Evita o aquecimento do contato do ferro de solda com o terminal, o que significa menor índice de oxidação. Evita desgaste no banho da cordoalha e diminui os riscos e danos à peça.

  • Teste AB AB Test
    Método para avaliação do desempenho comparado de dois componentes ou sistemas através do chaveamento rápido entre eles. Durante gravações, é realizado comparando o que está sendo gravado e a fonte original através do controle "monitor".

  • THD DHT Distorção harmônica total
    THD (Distorção harmônica total): critério de medida de distorção em porcentagem. É um parâmetro muito importante para amplificadores.

  • Timer
    Desligamento automático do aparelho após 1 hora.

  • TOM
    Tom fundamental é o tom dominante que ouvimos. Por exemplo a nota "dó". Harmônicos (ou sobretons) são múltiplos da forma de onda básica do tom fundamental.

  • Tone Control Controle de Tonalidade
    Circuito que permite realçar (reforçar) ou atenuar uma determinada gama de freqüências. Regra geral, é composto de dois controles: um de graves, para as freqüências baixas, e outro de agudos, para as freqüências altas. Nos amplificadores mais sofisticados, tem-se ainda um terceiro controle para as freqüências médias.

  • Total Harmonic Distortion THD DHT Distorção harmônica total
    THD (Distorção harmônica total): critério de medida de distorção em porcentagem. É um parâmetro muito importante para amplificadores.

  • Transformador de saída
    Nos amplificadores à válvula, o transformador é usado para acoplar a saída do amplificador de potência aos alto-falantes.

  • Transistor de Efeito de Campo (TEC)
    Transistor de Efeito de Campo é um semicondutor no qual a condutividade entre os eletrodos supridouro e dreno é variada em função da tensão aplicada ao eletrodo porta. A sua principal vantagem é apresentar uma grande lmpedância de entrada em relação aos transistores convencionais, sendo seu funcionamento o que mais se assemelha ao de uma válvula, e, por isso mesmo, muito empregado em circuitos de áudio de potência em Hi-Fi

  • Treble Agudos
    Faixa de freqüências que situam-se na parte mais alta do áudio, a partir de aproximadamente 5 kHz.

  • Triaxial
    Reúne, ao mesmo tempo, um woofer, um tweeter e um médio. O woofer é a parte do alto-falante responsável por emitir o som grave e o tweeter, por reproduzir os sons agudos que saem do sistema. O triaxial é completado pelo emissor de médios, ou seja, todas as faixas de som captadas pelo ouvido humano estão, separadamente, neste tipo de alto-falante.

  • Tweeter
    O tweeter reproduz as freqüências mais altas de áudio, ou seja, os agudos. De uma maneira geral, quanto maior a freqüência, mais diretivo é o som e por isso devemos direcionar o tweeter ao ouvinte.

  • Tweeter Alto-falante de Agudos
    Alto falante responsável pelo brilho da sonorização reproduzindo as freqüências mais agudas. Difusor de alta freqüência. Pode ser dinâmico, piezoelétrico ou corneta. O dinâmico reproduz o som de maneira mais fiel e natural.

  • Tweeter Dome
    Sistema domo, que é uma fusão de som unidirecional (distribuição de som de forma mais uniforme), podendo utilizar diafragma (membrana) de mylar, titânio, seda, plástico ou outro tipo de membrana.

  • Tweeter domo
    Tweeter com sistema domo que é um sistema de fusão de som unidirecional (distribuição do som de forma mais uniforme), podendo utilizar diafragma (membrana) de mylar, titânio, seda, plástico ou outro tipo de membrana.

  • Tweeter piezoelétrico
    Tweeter piezoelétrico não tem transformador casado de impedância (ligação direta na pastilha do cristal piezoelétrico) onde é possível sua conecção direta, sem divisores de freqüência.

« 1 »

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y Z todos


(Glossario AutoSom.net)
Digite a(s) palavra(s) para procurar
Procura avançada


- |  <  | Página Principal | Diversos | Projetos | Campeonatos | Dúvidas? | Artigos | Fotos | Publicidade |  X  |  ^  | -
AutoSom.net - Todos os Direitos Reservados © 1997/2014 | São Paulo - Brasil | Contato | http://autosom.net