Início Diversos Projetos Competições Dúvidas? Fotos Artigos Fórum Parceiros



Procura rápida

Novidades em seu email
Receba mensagem com as novidades.





Glossário Som Automotivo

Foram encontradas 493 palavras.
Página 3 de 17
« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 »

  • Bias Compensator Dispositivo Anti Resvalo
    Dispositivo usado no braço dos toca-discos analógicos, que tem por finalidade aplicar uma pequena força mecânica no eixo do mesmo, de forma a equilibrar a força centrífuga que surge pela rotação do prato e tende a fazer a agulha saltar fora do sulco do disco.

  • Bias Polarização
    Sinal aplicado a um componente para assegurar a sua operação em uma região de alta linearidade. Em amplificadores é a tensão nos transistores ou válvulas que determina sua classe de operação A, B, AB, etc.

  • Binary Code Código Binário
    Os aparelhos de áudio digitais usam um tipo especial de sinal que consiste em uma sucessão dos números zero e um. Esses números representam a forma de onda em um código especial que é interpretado pelo leitor ótico de um CD player ou outro tipo de equipamento especialmente desenhado para esse fim. O código binário utilizado pode ser de variados padrões, sendo utilizado pelos CDs o PCM - Pulse Code Modulation.

  • Binaural
    Tipo de técnica de gravação realizada com a utilização de dois microfones que simulam o mecanismo de operação do ouvido humano, sendo apropriada para a audição com fones de ouvido.

  • Binding Post Borne
    Terminal utilizado nos equipamentos eletrônicos e em sonofletores para interligação com outros módulos. Normalmente é do tipo de rosquear, para ser usado com fios ou cabos dotados de garras ou simplesmente pontas de fios desencapadas.

  • Bitstream
    Um método de conversão Digital/Analógica que emprega a leitura bit por bit, em vez do método mais convencional de 16 bits por vez. Também é chamado de conversor de bit-1Bit Converter.

  • Blindagem magnética
    Proteção que inibe ou enfraquece o campo magnético gerado pelos alto-falantes de uma caixa acústica. Sua finalidade é impedir que este campo magnético provoque distorções nas cores ou manchas no tubo de uma TV colocada ao lado das caixas.

  • Bobina
    Toda bobina é móvel. Nome genérico descrevendo o arranjo circular ou quadrado de enrolamento do fio. Normalmente é feita com papel, alumínio ou kapton, de acordo com a necessidade e o tipo de som desejado. Fica situada dentro do campo magnético do ímã, produzindo o movimento da bobina (impulso eletromagnético). Sobre a bobina são montados o cone e a suspensão que, ao se moverem, fazem com que o cone vibre, gerando acústica, que é a parte que transmite para a audição a energia sonora desenvolvida pelo cone.

  • Bobina com fio SV e corpo Unisheet
    Materiais resistentes a altas temperaturas permitindo ao subwoofer suportar alta potência elétrica.

  • Bobina de Nomex
    Material de baixo peso e altíssima resistência.

  • Bobina móvel
    É formada por um enrolamento de fio sobre um tubo cilíndrico. O fio normalmente possui uma seção redonda, mas também existem fios com seções retangulares (fio chato) que permitem um melhor empilhamento do fio, aumentando a eficiência do alto-falante em até 30%. O tubo cilíndrico tem como função dar estrutura mecânica à bobina e fazer o acoplamento com o cone e a centragem.

  • Bobina móvel dupla
    Bobina móvel dupla (twin drive) é um sistema que permite combinações de impedância de acordo com as necessidades. É composto por uma bobina com duplo enrolamento e duas saídas externas com 4 ohms de impedância cada. Permite ligações de 2, 4 e 8 ohms, podendo ser ligado apenas em 4 ohms.

  • Bobina móvel dupla (twin drive)
    Sistema que permite combinações de impedância de acordo com as necessidades. É composto por uma bobina com duplo enrolamento e duas saídas externas com 4 ohms de impedância cada. Permite ligações de 2, 4 e 8 ohms, podendo fazer ligações estéreo no mesmo alto-falante.

  • Bobina Móvel Voice Coil Moving Coil
    Sistema eletromagnético composto de um ímã e uma bobina onde o primeiro é fixo e a segunda é móvel. É usado em um tipo de cápsula magnética para discos de vinil. Diz-se do sistema universalmente usado na construção de alto-falantes de cone. A bobina é fixada ao cone do alto-falante e centrada em um entreferro imantado preso à traseira do chassis metálico do alto-falante. Uma tensão alternada proveniente do amplificador de potência faz com que uma corrente se produza na bobina, o que origina forças eletromagnéticas na mesma, com o seu conseqüente deslocamento ao longo do entreferro, movendo consigo o cone do alto-falante. A amplitude e a velocidade dos deslocamentos dependem diretamente do nível e da freqüência da corrente que percorre a bobina.

  • Booster Reforçador de Sinais
    Tipo de amplificador muito empregado em som automotivo, que reforça a saída de potência. O Booster trabalha com baixa impedância de entrada, banda de passagem limitada e nível mais alto de ruídos que um módulo de potência que recebe o sinal de um pré-amplificador Booster (módulo de potência): amplificador que utiliza a saída amplificada dos toca fitas e CDs. Não amplifica o sinal através de fonte chaveada, comprometendo a qualidade do som.

  • Borda
    Faz parte do sistema de suspensão que controla os movimentos do alto-falante. É confeccionada em diversos materiais tais como espuma, borracha, papel ou tecido, podendo ter ou não diferentes tipos de impregnações.

  • Borda de espuma emborrachada
    Amplia a elasticidade e a durabilidade sem acréscimo de peso, melhorando, assim, a resposta do sistema.

  • Borda de espuma normal
    A mais comum de ser utilizada, diferenciando da borda seca por reproduzir sons de freqüências mais baixas.

  • Borda de tecido
    Moldada em tecido para desenvolver e melhorar o grave. Utilizada em alto-falantes de instrumentos musicais e de shows.

  • Borda dupla onda
    Em espuma de poliéster, desenvolvida para melhor uniformidade do movimento do cone dos alto-falantes da linha subwoofers de uso tampão (free air) ou em caixas, resultando numa excursão uniforme do cone com menor distorção.

  • Borda Estabilizadora de vibração
    O desenho da borda do cone ajuda a reduzir a distorção causada pela vibração, estabilizando-o quando um sinal acústico gera variações de pressão sonora.

  • Borda seca
    Borda com estria para reproduzir as freqüências mais secas, sons mais secos.

  • Borracha E.V.A
    Borracha resistente às altas temperaturas.

  • Box Systems
    Sistema de caixas indicado para ser utilizado somente em caixas e que não pode ser colocado no tampão.

  • Bridge
    Espécie de ligação feita em amplificadores estéreos que possuam esta contabilidade, fazendo com que dois canais transformem-se em um mono, com potência geralmente duas vezes maior que na ligação convencional.

  • Bridge Amplifier Amplificador de Ponte
    Estágio de potência com configuração que utiliza dois circuitos idênticos em contrafase para aumentar a potência disponível com a mesma tensão de alimentação D.C.

  • Bridgeable
    Alguns amplificadores possuem a capacidade de unir dois canais em um único somando a potência dos canais.

  • BSM
    Uma função do sintonizador ideal para viagens. Ao toque de um botão, a BSM pesquisa a banda de rádio, encontra e memoriza automaticamente a sintonia das seis emissoras mais fortes.

  • BTM (Memorização de emissoras com sinal mais forte)
    Busca e armazena automaticamente, nos botões dos números pré-configurados, as estações com o sinal mais forte, em ordem de freqüência.

  • Bulk Eraser Desmagnetizador em Massa
    Aparelho para apagar fitas magnéticas de uma só vez, sem a operação de desenrolamento.

« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 »

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V X Y Z todos


(Glossario AutoSom.net)
Digite a(s) palavra(s) para procurar
Procura avançada


- |  <  | Página Principal | Diversos | Projetos | Campeonatos | Dúvidas? | Artigos | Fotos | Publicidade |  X  |  ^  | -
AutoSom.net - Todos os Direitos Reservados © 1997/2014 | São Paulo - Brasil | Contato | http://autosom.net